Como funciona a pesquisa por imagem no Google? Entenda

Como funciona a pesquisa por imagem no Google? Entenda

Você já pesquisou por ideias de decoração no Google, ou já recorreu ao buscador para encontrar a foto de algum evento histórico? Caso já tenha feito isso ou algo do tipo, utilizou a pesquisa por imagem, recurso usado por uma em cada três pessoas que fazem buscas na internet.

A maior ferramenta para esse tipo de pesquisa é o Google Imagens, e hoje você vai descobrir como ele funciona e as melhores práticas para fazer seu site aparecer nas primeiras posições da plataforma. Confira abaixo!

Como funciona o Google Imagens?

As três principais maneiras de se fazer uma pesquisa no Google Imagens são:

  • por texto, em que o usuário digita os termos de busca e a página mostra os melhores resultados;
  • por upload de uma imagem armazenada no computador — o Google exibe imagens visualmente semelhantes, bem como disponibiliza outros tamanhos da imagem procurada (caso ela já tenha sido utilizada em algum outro site);
  • arrastar uma imagem até a barra de pesquisa e soltá-la.

As regras de rankeamento para pesquisa por imagem no Google têm o mesmo objetivo daquelas que regem a página de resultados para artigos e sites: garantir a relevância para a busca. Dessa forma, entender os fatores que influenciam a relevância da imagem na plataforma pode ajudar você a aperfeiçoar sua estratégia digital.

Como otimizar suas imagens para pesquisas no Google?

Para ajudar você nessa tarefa, trouxemos algumas dicas de ouro para o SEO de imagens na web.

Título e descrições

O nome do arquivo da imagem utilizada influencia os resultados de pesquisa. Em vez de títulos genéricos, como “IMG_345.jpg”, procure renomear a imagem para que represente o seu conteúdo. E na hora de publicá-la no site, adicione um texto descritivo (alt text) usando termos sucintos e escreva um pequeno texto para acompanhá-la na página.

A utilização de palavras-chave estratégicas para o seu negócio também é muito importante. No entanto, assim como no caso dos artigos de blog, é importante não exagerar e prezar a coerência.

Tamanho e dimensões

Uma das métricas vitais para o Google é o tempo de carregamento de um site nos dispositivos, especialmente em smartphones. Por isso, uma boa prática é sempre comprimir a imagem antes de subi-la no site. Existem plataformas gratuitas que ajudam nisso, como o Image Online Converter.

Atenção também à largura e à altura do arquivo: imagens muito grandes podem ser cortadas ou bloqueadas no celular, e as muito pequenas desaparecem no meio do conteúdo.

Originalidade e propriedade

Quando um site copia o conteúdo de outro, os mecanismos de busca logo o penalizam e direcionam o tráfego do plagiador para o concorrente. No caso da pesquisa por imagem no Google, funciona da mesma forma. Portanto, ao publicar conteúdo no seu site, é necessário utilizar apenas imagens que você captou ou comprou com direito de uso.

A ferramenta de pesquisa por imagem no Google é extremamente rica, e as mudanças constantes das plataformas de busca exigem que você (ou a agência que presta serviços de marketing para a sua empresa) esteja sempre ciente das novas regras e boas práticas para melhor utilizá-las. Esperamos que este artigo tenha ajudado nesse sentido.

Para seguir aprendendo sobre marketing e mídias digitais para acelerar os seus resultados, não deixe de assinar nossa newsletter gratuita!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *