BUZZ MARKETING: 5 DICAS PARA MONTAR SUA ESTRATÉGIA

BUZZ MARKETING: 5 DICAS PARA MONTAR SUA ESTRATÉGIA

Para quem quer se destacar em meio a um mercado muito concorrido, é fundamental saber encontrar os melhores canais de comunicação e, assim, impactar o seu público-alvo da maneira mais eficiente. Dessa forma, conceitos como o Buzz Marketing se tornam mais relevantes.

Nesse sentido, o intuito do Buzz Marketing é contribuir para o branding de uma companhia, já que, quanto mais os clientes se conectam aos conteúdos produzidos pela marca, mais eles conhecem a respeito dela e de seus valores. Além disso, quando o consumidor os compartilha nas redes sociais, ele aumenta o seu alcance e ajuda a iniciar discussões sobre a empresa ou sobre os assuntos de seu interesse.

Que tal, então, aprofundar-se nesse tipo de trabalho de marketing tão importante? Neste post, além de saber mais sobre o conceito, você encontrará algumas dicas para fazer uma boa estratégia para o seu negócio, conferindo, também, alguns exemplos de Buzz Marketing. Acompanhe!

O que é Buzz Marketing?

O Buzz Marketing tem o objetivo de fazer os consumidores comentarem a respeito de uma marca. Para tal, ele inclui estratégias que utilizam tipos diversos de conteúdo (como posts e vídeos) e, se utilizado de maneira correta, insere a empresa no contexto de assuntos do dia a dia, tanto nas ruas quanto nas mídias sociais.

A ideia é fazer com que mais consumidores conheçam e falem sobre a sua marca por meio de conteúdos relevantes. Ou seja, a finalidade não é apenas vender mais o produto ou serviço, mas é também fazer com que os clientes comentem sobre a sua empresa, gerando mais engajamento e aumentando a presença digital da sua marca.

Muitas vezes, o conceito é confundido com Marketing Viral, que tem como meta espalhar uma mensagem rapidamente e impactar o máximo de pessoas, gerando, por exemplo, muitos compartilhamentos nas redes sociais. A diferença, porém, é que o Buzz Marketing não quer gerar qualquer impacto, mas sim fazer com que conversem sobre a sua marca.

Quais são os benefícios da sua implementação?

Como podemos perceber, o Buzz Marketing pode ser uma eficaz ferramenta de promoção da popularidade da sua marca, que apostará em conteúdos relevantes e bem elaborados para engajar o público. Veremos, a seguir, mais alguns benefícios que essa estratégia é capaz de oferecer ao seu negócio. Veja!

Aumento de alcance

A característica mais marcante do Buzz Marketing é gerar assunto sobre alguma publicidade ou ação da sua empresa. Ou seja, as pessoas começarão a comentar a respeito, repassando a informação. Isso faz com que o público seja um promotor da sua marca, que ganhará visibilidade à proporção que esse engajamento é estabelecido.

Caso a sua equipe de marketing esteja preparada e consiga elaborar uma campanha positiva, que seja engraçada ou que traga conteúdos de teor relevante para a sociedade de modo criativo e sensível, por exemplo, o objetivo da estratégia será cumprido.

Contudo, para que seja plenamente eficaz, a campanha deverá ser planejada levando em consideração, entre outros aspectos, o seu público-alvo. Isso porque toda a estratégia de comunicação será voltada para ele, o que trará conversões e reações positivas para a autoridade da sua marca. 

Credibilidade para a sua marca

Uma vez que uma campanha ou um produto é bem-aceito pelo público, acontecerá o chamado “efeito cascata”: um cliente passa a indicar a sua marca para outro. Assim, com o passar do tempo, você poderá se estabelecer como uma autoridade no ramo, ou seja, virará uma referência no mercado e será sempre lembrado pelo consumidor.

Isso é essencial para o estabelecimento da imagem da sua empresa frente a um mercado extremamente competitivo. Sobressair-se nesse cenário é fundamental para alcançar o sucesso. Então, aplique os esforços da sua organização para oferecer um produto ou serviço de qualidade, além de trabalhar campanhas relevantes e criativas.

Baixo investimento

O Buzz marketing é considerado satisfatório quando o seu alcance é orgânico. Ou seja, as pessoas precisam comentar sobre sua marca de maneira espontânea, sem serem remuneradas para isso. Então, o que acontece na prática é que seu público vira um promotor da sua empresa, indicando-a para mais gente ou trazendo-a como referência nas suas conversas, e isso não demandará nenhum investimento direto por parte da sua organização.

Mas, para que o seu negócio fique em evidência, será necessário:

  • aumentar a qualidade do serviço ou produto;
  • oferecer um excelente atendimento que priorize os desejos do consumidor;
  • realizar ações publicitárias relevantes.

Isso tudo, sim, requer um investimento financeiro, entretanto, o retorno será compensador, impactando diretamente a sua imagem perante o mercado.

Quais são os gatilhos do Buzz Marketing?

Existem alguns pilares que definirão uma boa estratégia de Buzz Marketing e o publicitário Mark Hughes, estudioso da área, elenca seis gatilhos possíveis de serem despertados em uma ação publicitária, que poderão garantir seu sucesso. Veja abaixo.

O tabu

Esse gatilho é despertado sempre que uma campanha traz um assunto que gera muita controvérsia. Ele é muito eficaz porque gera bastante opinião e faz com que as pessoas comentem sobre os diferentes pontos de vista, o que trará visibilidade à sua marca. No entanto, é preciso muito cuidado para o seu teor não ofender ninguém, pois as consequências poderão ser desastrosas.

O incomum

Algo que foge do padrão nos intriga e levanta discussões, é o que acontece quando o incomum é tratado nas campanhas. Esse gatilho é muito eficaz, pois diferencia a sua marca em relação às outras, por tratar de temas considerados “revolucionários”.

O extraordinário

O extraordinário é algo que foge do comum, do banal. Esse gatilho é disparado quando o cliente entra em contato com algo positivamente diferente que garante a sua satisfação. Ou seja, a discussão e o burburinho que ele vai gerar são apenas pelo diferencial do produto ou serviço.

O chocante

Esse é o gatilho mais usual, o que nos choca e inevitavelmente gera comentários. Para que ele possa ser ativado de maneira eficaz, é preciso ter cuidado com o conteúdo das ações, para que o choque não seja negativo.

O hilário

Todos nós somos cativados por aquilo que nos faz rir. Muitos virais de internet, como os famosos memes, tornaram-se populares pelo riso provocado. Na publicidade, esse gatilho funciona igualmente e, ao longo da sua história, muitas peças caíram no gosto popular e seus bordões se incorporaram no cotidiano das pessoas.

O segredo

A curiosidade despertada nesse gatilho é o que vai garantir a eficácia do buzz. O ser humano é naturalmente curioso e sente prazer em desvendar mistérios e segredos, os quais exploram a necessidade de participação e prendem a atenção do público até o momento da aparição ou revelação.

Quais são alguns exemplos de Buzz Marketing positivos?

Para facilitar o entendimento do que é Buzz Marketing, separamos alguns exemplos positivos em que essa estratégia foi aplicada corretamente. Confira!

O Boticário

Ao abordar um assunto polêmico em uma das suas propagandas — o relacionamento homossexual no Dia dos Namorados —, O Boticário conseguiu atrair olhares para a sua marca. Além de gerar engajamento com o público, o anúncio ainda rendeu o prêmio na principal categoria do Effie Wards Brasil 2015.

J.J. Abrams

Anunciado para dirigir o retorno aos cinemas da franquia Star Wars, J.J. Abrams, conhecido por despertar a curiosidade nos espectadores, repetiu a dose durante o lançamento do Episódio VII de Star Wars. Com um trailer repleto de mistérios, alcançou-se a marca do mais visto na História, além dos recordes de bilheteria do filme.

Apple

Na Apple, Steve Jobs utilizava o Buzz Marketing como poucos durante as suas apresentações. Jobs deixava a novidade mais chocante ou importante sempre para o final: fingia deixar o palco, voltava com a frase “one more thing…” (em português, “mais uma coisa…”) e divulgava, por exemplo, a criação do iPod Mini ou do MacBook Pro.

Quais são as 5 dicas para montar a sua estratégia de Buzz Marketing?

Para que você consiga montar a sua estratégia de Buzz Marketing de maneira eficiente, listamos algumas dicas importantes. Ao seguir essas sugestões, a tendência é que você conquiste o objetivo planejado. Confira!

1. Elabore um plano

Além de criar um cronograma de ações, é preciso definir os objetivos da campanha e o público-alvo que se quer atingir. Lembre-se de que o que a empresa espera com o Buzz Marketing é iniciar uma conversa entre os consumidores. Portanto, é essencial que os conteúdos os motivem. Assim, escolha um assunto e um contexto que:

  • interessem à persona;
  • sejam facilmente compreendidos por ela;
  • tenham relação direta com a identidade da marca.

2. Crie uma rede

Para iniciar uma conversa a respeito de um assunto, é necessário ter um público. O que antes era feito em fóruns na internet, hoje é facilitado por redes sociais como o Facebook e o LinkedIn. Se a organização tiver um grupo nessas plataformas, vale publicar os conteúdos lá e incentivar a conversa.

Isso também pode ser feito off-line (em feiras, por exemplo), com a distribuição de cartões de visita e outros materiais, especialmente para o público-alvo e os influenciadores. O empresário pode, ainda, organizar encontros com formadores de opinião para:

  • apresentar soluções;
  • distribuir brindes;
  • pedir que avaliem a marca em seus blogs e redes sociais.

3. Crie parcerias

Companhias que apostam em influenciadores (como atletas, artistas ou outros profissionais que fazem sucesso na internet com seus conteúdos) têm sua visibilidade e sua credibilidade aumentadas — afinal, os seguidores dessas pessoas costumam concordar com suas indicações e confiar nelas.

A facilidade de se aproximar dos influenciadores varia de acordo com seu reconhecimento no mercado. Para fazer uma parceria com um cantor famoso, por exemplo, provavelmente será preciso entrar em contato com seu empresário. Já os microinfluenciadores, conhecidos na internet e com um número de seguidores mais modesto, são mais acessíveis: algumas vezes, basta enviar um brinde para que eles divulguem a marca.

4. Chame a atenção do público

Utilizando os gatilhos acima mencionados, convoque uma eficiente e criativa equipe de marketing e inicie uma abordagem cujo principal objetivo seja chamar a atenção do público-alvo.

É válido salientar que, para uma boa utilização dos gatilhos, é necessário muito bom senso e sensibilidade para que nenhum grupo social seja ofendido, menosprezado ou discriminado. Caso isso ocorra, a imagem da sua organização pode sofrer danos irreparáveis, além de processos judiciais. Então, crie estratégias que entretenham, mas, sobretudo, que respeitem as pessoas.

5. Saia do comum

É importante criar conteúdos que, verdadeiramente, contribuam para o branding da empresa e encantem a audiência. As campanhas devem ser capazes de oferecer não só reconhecimento, mas também notoriedade à marca. Para isso, lembre-se de ser bastante criativo.

O Buzz Marketing, então, configura uma excelente estratégia para que você coloque a sua organização nas conversas cotidianas das pessoas. Isso fará com que a marca se torne cada vez mais popular e, principalmente, estabeleça-se como uma referência de mercado, algo que é cada vez mais necessário em um cenário marcado pela alta competitividade.

Sendo assim, não meça esforços para oferecer ao público um excelente produto ou serviço, abrindo-se para sugestões e críticas dos clientes e visando a uma incessante melhoria. Também, inspire-se nos exemplos de Buzz Marketing citados e invista em boas campanhas para chamar a atenção das pessoas e gerar o tão almejado buzz.

Gostou do nosso artigo? Então, continue conosco e conheça algumas vantagens do Marketing Digital!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *